Trabalhadores do saneamento têm mais de 50% de chance de contrair Covid-19

Os trabalhadores que atuam na área de saneamento, água e meio ambiente têm mais de 50% de chance de contrair o coronavírus enquanto trabalham, segundo dados da pesquisa Risco de Contágio por Ocupação no Brasil.

O estudo analisou, entre as 2.500 atividades profissionais realizadas no País, os profissionais que estão mais expostos a condições vulneráveis, como exposição a doenças, proximidade física e contato com outras pessoas. A lista completa está disponível no site da pesquisa, https://impactocovid.com.br. Além do risco por ocupação, também é possível pesquisar o risco por município.

As categorias mais ameaçadas estão na saúde, depois as ligadas à alimentação, como os caixas de supermercado. Já um técnico de saneamento ou um técnico de controle de meio ambiente tem 52% de chance de contrair a doença. Operadores de estação de tratamento de água e efluentes correm 51,67% de risco, enquanto quem atua na operação de fluídos está exposto a 52,33% de possibilidade de ser contaminado.

A FNU lembra que as empresas são obrigadas a fornecer EPIs e itens de higiene, como sabão, álcool em gel e papel descartável, além de organizar o distanciamento para evitar aglomerações. Os trabalhadores devem fazer uso de máscaras faciais e álcool em gel quando estiverem em trânsito. Qualquer irregularidade deve ser denunciada ao sindicato. (com informações do Sindaema-ES)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *