Com coronavírus, centrais sindicais farão celebração do Dia do Trabalhador pela internet

Desde 2018, sindicatos realizam ato unificado no 1º de Maio; com pandemia, evento será em formato de live

A pandemia do coronavírus afetará as comemorações pelo Dia do Trabalhador, celebrado em 1º de Maio. No país, as centrais sindicais decidiram que as manifestações estão mantidas, incluindo os tradicionais shows, mas tudo será a distância, transmitido pela internet.

Os sindicatos vão adotar o formato de live, que tem se tornado comum nas últimas semanas. A exemplo do que fazem artistas, as centrais vão transmitir, a partir das 10h do dia 1º, uma programação de apresentações, intercaladas com discursos de líderes sindicais, na “Live do Trabalhador”.

A agenda de shows ainda não foi definida e deve começar a ser divulgada a partir desta quinta-feira (23). Em nota, o sindicatos disseram que respeitam a determinação de isolamento social, indispensável para conter o avanço do coronavírus.

“O Dia do Trabalhador é, para as centrais, data de reflexão e de luta pela democracia, pelo direito de a classe trabalhadora ter um movimento sindical organizado, ouvido e respeitado”, diz a nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *