Saneamento: O Brasil e o RN na contramão do mundo

De acordo com um mapeamento feito por onze organizações majoritariamente europeias, de 2000 a 2017 foram registrados 267 casos de “remunicipalização”, ou reestatização, de sistemas de água e esgoto pelo mundo. No ano 2000, de acordo com o estudo, só se conheciam três casos.

Satoko Kishimoto, uma das autoras da pesquisa publicada, afirma que a reversão vem sendo impulsionada por um leque de problemas reincidentes, entre eles serviços inflacionados, ineficientes e com investimentos insuficientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *