1º de Maio em Natal/RN

O Dia Internacional do Trabalhador será histórico este ano. Pela primeira vez, a CUT e demais centrais sindicais – Força Sindical, CTB, Intersindical, CSP-Conlutas, Nova Central, CGTB, CSB e UGT -, além das frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, estarão juntas no ato unificado do 1º de maio, Dia do Trabalhador.

Além da defesa do direito à aposentadoria, está na pauta a luta pelos direitos trabalhistas, por emprego, direitos sociais, democracia, soberania nacional e a defesa de uma proposta de reforma Tributária que assegure justiça social na arrecadação de impostos.

A unidade dos trabalhadores é fundamental para enfrentar os ataques da classe patronal e do governo de extrema direita de Jair Bolsonaro (PSL) contra os direitos sociais e trabalhistas, diz o presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, lembrando que em todo o país o movimento sindical está unido nos atos e manifestações que estão sendo organizados para o Dia do Trabalhador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *