A luta não acabou: 6 de agosto é dia de luta nos estados contra a reforma da Previdência!

É preciso retomar a mobilização! Dia 6 de agosto, as centrais sindicais estão convocando um dia de luta nos estados contra a Reforma da Previdência. Nesta data, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), já declarou que pretende continuar a votação da Reforma da Previdência. Portanto, é preciso pressão total!

Para ser aprovada em definitivo, a reforma ainda terá de passar por nova votação na Câmara, onde precisa de 308 votos, e ser votada também em dois turnos no Senado. É possível reverter essa situação indo para cima deles, com muita pressão e mobilização.

Em Natal/RN está marcado um protesto às 14h30 na calçada do Midway.
 
 
13 de agosto

Outra data incorporada no calendário é o dia 13 DE AGOSTO, Dia Nacional de Mobilizações, Paralisações e Greves Contra a Reforma da Previdência. A data será marcada pela defesa das aposentadorias, da educação e dos empregos.

E as mobilizações deverão ser ainda maiores do que as realizadas nos dias 15 e 30 de maio, diz o presidente da CUT, Vagner Freitas, explicando que o trabalhador está mais atento aos riscos de perda de direitos depois que a Câmara dos Deputados aprovou em primeira votação itens como obrigatoriedade da idade mínima (65 para nos homens e 62 para as mulheres), mudança nos cálculos dos benefícios para reduzir os valores, das pensões para as viúvas e até para os aposentados por invalidez, além de tirar da boca de mais 13 milhões de trabalhadores e trabalhadoras com carteira assinada o abono salarial

Fontes: Fenasps e CUT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *