Observatório Ondas: conheça e participe

Durante o Fórum Alternativo Mundial da Água – FAMA –, que aconteceu em 2018 em Brasília, entidades sociais, sindicais e acadêmicas resgataram o antigo projeto de criação de um observatório nacional com o objetivo de ser um canal de produção e difusão de conhecimento e de atuação política direcionado ao direito à água e ao saneamento e à prestação por entidades públicas dos serviços de saneamento básico universalizados, acessíveis e de qualidade, com participação e controle social.

Assim, e sob a mesma consigna do FAMA – Água é direito e não mercadoria –, que em 25 de abril de 2018 ocorreu o lançamento político do Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento – ONDAS – na Universidade de Brasília (UnB).

O ONDAS nasceu com o propósito de promover a ação conjunta, autônoma e crítica de instituições acadêmicas e de movimentos sindicais e sociais de todo o país, assegurando, dessa forma, a efetivação ao direito universal ao saneamento, por meio da gestão pública e democrática.

O Observatório trabalha na perspectiva de que, a partir da produção e disseminação de dados, análises e estudos críticos, seja possível enfrentar, de modo mais efetivo, o processo de mercantilização da água e de privatização do saneamento, que tende a dificultar o acesso ao serviço, principalmente por parte da população mais pobre.

A assembleia de fundação do ONDAS aconteceu em 6 de fevereiro de 2019, com a aprovação de seu estatuto https://ondasbrasil.org/quem-somos/estatuto/

Nessa ocasião, ocorreu também a eleição da Coordenação Colegiada e do Conselho Fiscal e foram indicados os membros do Conselho de Orientação. Conheça a composição destes colegiados https://ondasbrasil.org/quem-somos/coordenacao/.

Associação

O ONDAS é constituído por pessoas que acreditam e trabalham pelo saneamento público universal e de qualidade. Seus associados são acadêmicos, pesquisadores, estudantes, trabalhadores do setor, integrantes de movimentos sociais que têm a convicção de que água é um direito, não mercadoria.

Cada uma dessas pessoas contribui para manter o ONDAS. Esse é um processo em construção e o Ondas precisa de apoio, principalmente novos associados, essa será nossa principal forma de sustentação, já que ainda não temos projetos em andamento e também porque selecionamos nossos apoios para termos independência para continuar defendendo o acesso a água e ao esgotamento sanitário como direito humano fundamental e e defendendo serviços públicos.

Como sócios, pagam uma anuidade que viabiliza novos estudos e divulgação de material para subsidiar a luta contra a privatização, por exemplo. Para quem não conhece, acessando o site https://ondasbrasil.org/, é possível ter contato com nosso estatuto e saber o que o ONDAS defende; também é possível se associar https://ondasbrasil.org/associe-se/

Sintam-se a vontade para contribuir com o ONDAS, propondo a divulgação de dissertações, teses, experiências na área de saneamento básico, artigos, livros, etc.

Redes sociais do Observatório Ondas:

Facebook > https://www.facebook.com/ondas.observatorio

Instagram > https://www.instagram.com/ondas.observatorio

 

#águaédireito #agua #saneamento #ondas #Sindágua/RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.