8 de março em defesa da aposentadoria

O dia Internacional de luta das mulheres, 8 de março, será marcado por manifestações em todo o país em defesa da aposentadoria ameaçada pela reforma da previdência do governo de direita de Jair Bolsonaro (PSL).

As mulheres serão serão as mais prejudicadas se a reforma apresentada pelo governo for aprovada no Congresso Nacional.

Segundo a professora de Economia e Relações do Trabalho da Unicamp (Cesit), Marilane Teixeira, as mulheres vão trabalhar mais de 7 anos e contribuir mais de 10 para ter aposentadoria integral.

Pela proposta de Bolsonaro, a idade mínima para a mulher se aposentar passa para os 62 anos, hoje são 55.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.